Cada um é o centro do seu próprio mundo, e se o centro está apodrecido ou abalado, o que há em volta também ficará, inevitavelmente.

1814. Campagne de France (Napoleon and his staff returning from Soissons after the Battle of Laon), 1864.

1814. Campagne de France (Napoleon and his staff returning from Soissons after the Battle of Laon), 1864.

I will not instigate intellectual revolution (Murray Rothbard)

I will not instigate intellectual revolution (Murray Rothbard)

"Creio em mim mesmo. Creio nos que trabalham comigo. Creio no chefe. Creio nos meus amigos. Creio em minha família. Creio que Deus me emprestará tudo o que eu preciso para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançá-lo por meios lícitos e honestos.

Creio nas orações e nunca fecharei os meus olhos para dormir sem pedir antes a divina orientação, a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam como eu acredito.

Creio que o triunfo é o resultado do esforço inteligente e não depende de sorte, de magia, de amigos duvidosos, de companheiros ou do meu chefe.

Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar, e, assim sendo, serei cauteloso quanto a tratar os outros, como quero que eles sejam comigo.

Não caluniarei aqueles de quem não gosto. Não diminuirei o meu trabalho por ver que outros o fazem. Prestarei o melhor serviço de que for capaz, porque jurei a mim mesmo triunfar na vida e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz.

Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que algumas vezes ofendo os outros e necessito do seu perdão…


Assinado, um homem admirável.

Alberto Caeiro

Não tenho pressa: não a têm o sol e a lua.
Ninguém anda mais depressa do que as pernas que tem.
Se onde quero estar é longe, não estou lá num momento.
Sim: existo dentro do meu corpo.
Não trago o sol nem a lua na algibeira.
Não quero conquistar mundos porque dormi mal,
Nem almoçar o mundo por causa do estômago.
Indiferente?
Não: filho da terra, que se der um salto, está em falso,
Um momento no ar que não é para nós,
E só contente quando os pés lhe batem outra vez na terra,
Traz! na realidade que não falta!

Não tenho pressa. Pressa de quê?
Não têm pressa o sol e a lua: estão certos.
Ter pressa é crer que a gente passe adiante das pernas,
Ou que, dando um pulo, salte por cima da sombra.
Não; não tenho pressa.
Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega -
Nem um centímetro mais longe.
Toco só aonde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E somos vadios do nosso corpo.
E estamos sempre fora dele porque estamos aqui.

A man browsing for books in Cincinnati’s cavernous old main library. The library was demolished in 1955

A man browsing for books in Cincinnati’s cavernous old main library. The library was demolished in 1955

Jim Rohn

So, it’s important to know, because there’s nothing worse than being stupid, right?


Being broke is bad, but being stupid is what’s awful.
And what’s really bad is being broke and stupid, right?
There’s nothing much worse than that, unless you’re sick.
Sick, broke and stupid, right?
We would call that the ultimate low.
I don’t know anything much worse than that.

Well, maybe one more: ugly, sick, broke and stupid.

Nothing worse than being stupid.

The difference between Creation and Creationism

The difference between Creation and Creationism

William James - The varieties of religious experience.

"O mal pode muitas vezes ser convertido num bem tônico e revigorante, mediante uma simples mudança de atitude íntima do sofredor, a qual, de medo que era, passe a ser de luta; sua ferretoadas podem quase sempre desaparecer e transformar-se em satisfação, quando, após tentarmos inutilmente evitá-las, concordamos em enfrentá-las e suportá-las de bom ânimo.

Pois o homem está, pela sua honra, obrigado a assumir essa atitude quando se vê frente a frente com os muitos fatos que parecem perturbar sua paz.

Recuse-se a admitir a maldade deles, despreze-lhes o poder; ignore-lhes a presença; volte sua atenção para outro lado; e, pelo menos no que concerne a você, embora esses fatos possam ainda existir, o que há neles de maléfico não mais existirá.

Desde que é você que os torna maus ou bons, segundo sua maneira de considerá-los, segue-se que é o domínio do seu pensamento que deve, afinal, ser sua preocupação”

William James - The varieties of religious experience.

A paradigm isn’t just a way of thinking.
Or believing. Or feeling.

A paradigm is an entire way of being.